Médico resgata aliens!

Essa é relativamente old, mas incomparavelmente gold!

Essa reportagem é do ano passado, passou na Rede TV, de um manolo dorgado médico que diz ter resgatado dois seres extraterrestres em 2005. A notícia é tão bizarra surreal que eu nem vou falar muita coisa da notícia em si, só fazer os comentários costumeiros depois.

Então, sem mais delongas, assistam aí:

Pausa para respirar…

Mas que diabos é isso??!!

Eu fico realmente na dúvida se devo tratar como algo sério e fazer algum comentário a respeito da possibilidade de esse cara estar falando a verdade, ou se desço o pau a tecer comentários sarcásticos… Mas como eu coloquei esse post aqui na categoria “Eles também não!” em vez de colocar na “Ceticismo Ácido”, vou tentar colocar um pouquinho menos de ceticismo nos comentários…

Vamos lá!

Continuar lendo

Anúncios

Lebrílopes amigos, vão aparecendo…

Olá, caros visitantes deste blog contestador! Aqui quem vos fala é O Metanerd, trazendo mais uma dessas criaturinhas adoráveis, os cryptids!

O cryptid que “caçei” desta vez foi um bichinho fofinho, para compensar as criaturas bizarras que venho trazendo: O Jackalope!

I. A Criatura

Este é um Lebrílope! Vai encarar?!

O Jackalope, chamado em português de “lebrílope”, é dito como sendo um híbrido de lebre(jackrabbit) com um antílope. A descrição mais usual é a de uma simples lebre com galhadas, mas algumas vão um pouco mais além dizem que a criatura tem tamanho equivalente ao de um antílope, ou mesmo que tem as patas do mesmo!

Esse cryptid é comumente listado como um “fearsome critter”, uma criatura do folclore norte-americano. Uma história de lenhadores usada para deixar espantadas as criancinhas… Mas o fato é que é uma criatura tão fofa, que é costumeiramente apresentada no cenário das histórias infantis!

Dá para notar que o nome da nossa linda criaturinha não passa de um portmanteau dos nomes das criaturas que dizem que gerou o híbrido, não é?! Mas o mais incrível é que essa criatura foi levada tão à sério em outras épocas que até em livros de biologia o nosso caro jackalope já deu as caras!

Até nome científico nosso simpático coleguinha já recebeu: Lepus temperamentalus. Alguns mais fanáticos até chamam o Jackalope de “a criatura mais rara do mundo” e dizem que ele é na verdade o cruzamento de uma lebre com uma extinta raça de veado-pigmeu… E eu me pergunto como essas mulas criam um cryptid para explicar outro! Ah, se eu tivesse uma jaula! (Opa, essa é outra sessão!)

Continuar lendo

Cuidado com a Kombi Branca!

Olá, caros contestadores! Meu caro colega Jabberwocky fez as honras de anunciar nosso retorno à ativa, mas aqui estou eu, já voltando trazendo conteúdo para vocês!

E o que eu trago hoje é uma velha lenda urbana, “old mas gold”, que fez a galerinha de 20 e poucos anos fazer xixi nas calças! Sim, corram que a Kombi do Tigrão Branca vem aí! Não, felizmente eu não estou falando da música/clipe da Vitória Matos(quem?!), mas da tão falada kombi branca que sequestra criançinhas!

Sintam medo! A Kombi vem aí!

A lenda que rolava por aí no início da década de 90 tem uma infinidade de versões! A mais comum, ou deveria dizer mais simples e coerente, é a de que pessoas numa kombi branca, no Rio de Janeiro, que ficava rondando as escolas e raptando crianças para vender seus orgãos… O que me leva a perguntar se o negócio foi tão lucrativo que deu para comprar uma hilux preta alguns anos atrás! O que vocês acham?!

Mas obviamente que passando de boca em boca como toda boa lenda urbana, e regada pela imaginação e as dorgas, a história da Kombi na época ficou muito mais complexa! Juntando-se a uma outra história que rolava na época, a Kombi Branca ficou muito mais aterrorizante! A outra história, que ficou muito mais conhecida, foi a da “Gangue do Palhaço”, que ao absorver a lenda da Kombi, passou a se chamar “Palhaço da Kombi”!

Continuar lendo

Necrópsias by CryptoZoo

A.S.: (ante scriptum, pra quem não entendeu) Eu sei, eu sei, o blog tá parado! Mas eu tou com planos pra deixar o blog mais estruturado, e estou com algumas outras coisas para me ocupar, além do fato de que estive com um problema na internet por um tempo. Quem deu uma olhada no twitter aí do lado percebeu que eu e o @YakuzareD estamos planejando nos reunir para ajeitar os tais “planos” para o blog, e nesse meio período ficaria sem post por aqui. Maaas, porém, contudo, todavia, no entanto, o blog já está a um bocado sem posts, e acho que isso chega a ser injusto com quem gosta do blog e quer ver a gente em ação. Então, sendo eu o membro mais ativo, e “dono” do blog, me encarrego de trazer um post fresquinho direto do forno, para vocês.

O CryptoZoo abre as portas do seu Necrotério!

Galera, quem já leu post anteriores aqui já tá ligado sobre o que é criptozoologia, né? Pois bem. Dentro do imenso e fascinante mundo do estudo das criaturas secretas/fantástica/misteriosas (que eu particularmente adoro chamar de U.M.A. xD), uma das “áreas de estudo” é o do aparecimento de cadáveres de tais criaturas. Alguns se supõe que sejam cryptid’s (ou criptóides, como preferir), outros são completamente desconhecidos, e outros ainda seriam novas sub-espécies.

Mas o que não dá pra negar é que muitos desses “cadáveres” são hoaxes ou virais, ou mesmo simples enganos. Eu andei fazendo uma pequena (sério, pequena mesmo, infelizmente… quem tiver mais casos do tipo, manda para a gente!) e terminei com esse pequeno catálogo de casos de cadáveres que facilmente entrariam para o “Necrotério do CryptoZoo”. Cabe a nós nos encarregarmos de fazer as “necrópsias/autópsias” desses cadáveres, e cabe a você, caro leitor, amigo contestador, dizer se acredita ou não em cada um deles!

Continuar lendo

13º Post – Superstição

Post 13! Yes, We Can!

Post 13! Yes, We Can!

É verdade! Chegamos ao nosso décimo terceiro post! E que assunto melhor para tratar nesse post do que a superstição?!

(E prestem atenção: é superStição, e não supertição. Da segunda forma, você estaria falando de um “super-negão”.)

Bem, eu queria deixar esse post para uma sexta-feira, mas para manter a posição de 13º post, isso significaria uma semana sem posts, o que não daria certo. Então vai hoje mesmo:

Para começar nosso post, vamos a uma rápida definição que o nosso querido Pai-dos-Burros, Aurélio, nos dá sobre superstição:

superstição
[Do lat. superstitione.]
Substantivo feminino.

1.
Sentimento religioso baseado no temor ou na ignorância, e que induz ao conhecimento de falsos deveres, ao receio de coisas fantásticas e à confiança em coisas ineficazes; crendice.
2.
Crença em presságios tirados de fatos puramente fortuitos.
3.
Apego exagerado e/ou infundado a qualquer coisa:
A moça tem a superstição do número treze.

Dá pra perceber que superstição não é lá muito levada à sério não, né?!

Mas é fato que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já se pegou entrando em algum lugar com o pé direito, fazendo figa, batendo na madeira, ou “pegando no verde”.

E um povo em especial, muito supersticioso, é o povo brasileiro. É comum ouvir que nós, brasileiros, somos um povo muito supersticioso. E nós somos! Superstição é algo que passa de pai para filho, de avô para neto… E principalmente considerando que muita gente por aí tem o tal “parente de interior” para chegar com alguma superstição.

Continuar lendo

Mothman – O Homem-Mariposa

Tem coragem de encarar??

Tem coragem de encarar??

Nesse post venho trazer mais um cryptid muito famoso, e particularmente um dos meus favoritos: Mothman, o Homem-Mariposa! (por vezes traduzido como Homem-Borboleta ou Homem-Traça)

Tanto por sua aparente sapiência, como pelo fato de ser uma criatura assustadora, não o coloquei o post na seção relativa à criptozoologia, mas aos posts assustadores. O post é relativamente extenso, então, boa leitura!

1. Descrição

O Mothman é um cryptids dos mais misteriosos, e também dos mais facinantes. A maioria dos relatos o descreve como um ser com corpo de um homem alto, com asas de mariposa (em alguns casos, dizem “de morcego”) e grandes olhos vermelhos que emitem luz. Existem algumas variações, mas a variação mais estranha é a de que em alguns relatos a craitura não teria cabeça, e os dois grandes olhos vermelhos estariam na altura do peito. Sua aparição está associada ao acontecimento de futuros desastres.

2. História

De acordo com o livro Estranhas Criaturas do Tempo e do Espaço, de John A. Keel, a criatura sobrenatural começou a ser vista em Ohio a partir de 1959, quando sobrevoou muito rapidamente um pátio de uma mulher de um médico. Ela disse parecer tratar-se de uma borboleta gigante e apenas se atreveu a mencionar o incidente para algumas pessoas. O som foi descrito por outras testemunhas em locais e dias diferentes como sendo emitido por um grande rato.

Continuar lendo

Pessimísmo! É muito importante nessas horas!

A pedido do nosso caro amigo @maciliooliveira, estou aqui agora trazendo um post sobre a incrível, porém pouco motivadora, LEI DE MURPHY.

Quase todo mundo já deve ter ouvido o famoso adágio atribuido a Murphy: “se algo puder dar errado, vai dar errado”. Se não, pelo menos alguma variação. (Por favor, não confundam com a Lei de Fineagle: “Qualquer coisa que pode dar errado, irá, no pior momento possível.”)

O famoso dito já deu origem a um incontável número de variações, e é considerado como uma máxima universal por quem o usa. Eu pessoalmente acho que isso é uma desculpa esfarrapada para pessimistas evitarem de fazer alguma coisa.

Mas antes de começarmos qualquer comentário sobre o mote, vamos à uma pequena aula de história:

Edward Alouysius Murphy Junior

Edward Alouysius Murphy Junior

O autor do famoso “se algo pode dar errado, vai dar errado” é Edward A. Murphy Jr., major e engenheiro da Força Aérea Americana na década de 1940. A frase foi formulada após um acontecimento típico da futura “lei”: em um experimento para testar a tolerância humana à aceleração da gravidade, um técnico tinha que encaixar 16 medidores de aceleração em uma máquina e, por força de uma “lei” até então inominada, não acertou a posição de nenhum. Foi então que Murphy disse a tal frase (“se algo pode dar errado…”) e seu colega John Stapp, um major com visão de publicitário, decretou a criação da “Lei de Murphy”.

Lógico, essa é a versão mais divulgada. Eu pessoalmente não acredito. Não que esteja descreditando a história… só não acredito no fato de o técnico, supostamente apto a fazer o que estava fazendo, não tenha acertado a posição de nenhum dos medidores de aceleração! Além de que, existem algumas versões mais interessantes, e seria bem mais realista se o tio Murphy tivesse dito “F*deu! Mas que técnico incompetente, filho da p*ta!”…

Em 2003, a famosa “lei” ganhou o prêmio IgNobel, concedido a invenções consideradas inúteis. A “homenagem” póstuma foi recebida pelo filho do engenheiro. Eu digo que não poderia ter escolhido premiação melhor… rs

Mas não estamos aqui para discutir a história do adágio, mas do próprio.

Continuar lendo